e-goi

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

PAI NOSSO

(Mateus 6: 9 a 13)

Será inútil dizer, PAI NOSSO, se em minha vida não ajo como filho de Deus, fechando meu coração ao amor.

Será inútil dizer, QUE ESTAS NO CÉU, se os meus valores são representados pelos bens da terra.

Será inútil dizer, SANTIFICADO SEJA O SEU NOME, se penso apenas em ser cristão por medo, superstição e comodismo.

Será inútil dizer, SEJA FEITA A SUA VONTADE, se no fundo desejo mesmo é que todos os meus desejos se realizem.

Será inútil dizer, O PÃO NOSSO DE CADA DIA, NOS DÁ HOJE, se prefiro acumular riquezas, desprezando quem passa fome.

Será inútil dizer, PERDOA-A NOS AS NOSSAS DÍVIDAS ASSIM COMO NÓS TAMBÉM TEMOS PERDOADO AOS NOSSOS DEVEDORES, se não me importo em ferir, injustiçar, oprimir e magoar aos que se atravessam no meu caminho.

Será inútil dizer, E NÃO NOS DEIXEIS ENTRAR EM TENTAÇÃO, se escolho sempre o caminho mais fácil, que nem sempre é o caminho de Cristo.

Será inútil dizer, MAS LIVRAI-NOS DO MAL, se por minha própria vontade procuro os prazeres materiais e tudo que é proibido me seduz.

Que comecemos hoje buscar em Deus a mudança necessária para que a oração do Pai Nosso seja uma verdade em nossa vida diária e que sempre possamos dizer: PORQUE SEU É O REINO E O PODER, E A GLÓRIA PARA SEMPRE, AMÉM.

Texto: Pai Nosso – Autora: Rosangela Araújo

Nenhum comentário: