e-goi

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Dicas urgentes sobre compra de nova TV

Dicas urgentes sobre compra de nova TV. Plasma? HDTV? LCD?

Este não é um e-mail com os temas comuns que eu normalmente mando. É voltado para as pessoas que, por alguma razão, estão pensando em comprar um televisor novo, empolgadas que estão com essas maravilhas que estão surgindo no mercado. Quero passar dicas importantes para que ninguém compre gato por lebre e deixar os amigos bem informados sobre esta tecnologia moderna.

E tem outra coisa: Pode ser que alguém queira assistir os jogos da copa em HDTV, via satélite, mesmo nas cidades onde ainda não tem televisão HDTV, eu aproveito para dar as dicas.

Prezados amigos:



Já que estamos em véspera de Copa do Mundo, sobretudo nesta última semana que antecede a sua abertura, está havendo uma procura enorme por televisores modernos, nas lojas de todo o Brasil e eu quero aproveitar o momento para dar algumas dicas aqui, aos meus amigos, posto que está havendo muito “gato por lebre”, uma vez que os espertalhões e os bandidos de toda espécie sempre se aproveitam dos momentos de euforia do público, para praticarem as suas safadezas.

O que eu vou dizer aqui é parte integrante do meu livro “Tecnologia e seus macetes”, que eu acabei de lançar, mas não posso ser omisso, em relação aos meus amigos, quanto a este tipo de informação, esperando que todo mundo compre o livro, porque não quero ver ninguém se enganar e nem comprar um televisor novo às cegas.

Vamos lá.



A principal pergunta que as pessoas me fazem é:

- “Alamar, o pessoal fala em televisão de Plasma e de LCD e eu não entendo nada disto, quero comprar uma, mas fico sem saber qual devo comprar. Afinal, qual a melhor, plasma ou LCD?”

Sugiro que você compre uma LCD, de preferência a de LED. Fuja da TV de plasma.

Mas... por quê? Plasma é uma porcaria?

Não. A questão não é esta. A TV de plasma é uma boa TV, tem uma imagem maravilhosa também, mas tem uns detalhes que você, que quer comprar um televisor novo, precisa saber:

O televisor de plasma é mais pesado que o de LCD, gasta mais energia, tem um problema sério de deixar marcas na tela, e dura bem menos que o de LCD, além de outros probleminhas.

Dizem os fabricantes que estes problemas, que eram reais, já foram solucionados nos aparelhos mais modernos, só que não houve tempo ainda, para que os usuários comprovassem se realmente foram.

Deixe eu explicar melhor: Quanto ao consumo de energia maior não é preciso explicar muito, porque está claro. Simplesmente gastam mais energia, e pesa um pouco no final do mês, em sua conta. Quanto as marcas que deixam na tela, é o seguinte:

Se você tem um televisor destes, modernos, com aquele formato de tela de cinema, chamado Widescreen (16x9), mas assiste os canais de TV normais, cuja programação é gerada no formato antigo (4x3), o que vai acontecer?

Já que o formato antigo é meio quadrado, a tela do novo televisor não vai ficar preenchida totalmente e ficarão aquelas áreas pretas aos lados.

Com o tempo a área central fica mais gasta e, quando você for ver um filme ou um programa de tela cheia, vai perceber o quanto fica feia aquela diferença, com um pedaço mais desgastado que o outro.

Sabe aquela logomarca da Globo, que aparece parada, no canto de baixo, lado esquerdo do televisor, durante a programação? Tem também o da Record e de outras redes de TV.

Com o tempo aquele cantinho vai ficando marcado com aquela logomarca e você verá em tudo que tiver que assistir depois.

Tem outros probleminhas, mas de área técnica mais profunda, que não vale a pena relatar aqui.

Enquanto um LCD é fabricado para durar de 8 a 10 anos, o de plasma dura de 5 a 6 anos.

Conforme eu disse: Os fabricantes alegam que esses problemas já foram solucionados, mas já que não foi possível ninguém esperar 5, 6, 8 ou mais anos, para checar a duração e nem tempo suficiente para verificar as marcas da tela, é preferível evitar.

Sugiro que compre o LCD, de preferência de LED, que é um pouco mais caro, mas vale a pena e, inclusive é mais fininho, mais leve e gasta menos energia elétrica, além do brilho e contraste melhores.

E qual a melhor marca?

É muito chato estar falando em melhor marca, para os amigos, porque dá a impressão de que a gente está escrevendo patrocinado por algum fabricante, mas não podendo ser omisso, pela necessidade de ter que ser cauteloso, por conta disto, tenho que dar uma opinião, depois de pesquisar bem, sem a menor preocupação com o que alguém possa pensar:

A marca que tem atendido melhor ao consumidor, em termos de qualidade, ultimamente, é a SAMSUNG, embora eu, particularmente, adoro a SONY, em todos os aspectos. São as que mais recomendo, mas tem também a consagrada Phillips, a Panasonic, a LG, Toshiba, etc...

O cuidado com os recuperados


Atenção para isto: Você chega em uma loja, para olhar as opções, vê um determinado modelo, da SAMSUNG, por exemplo, custando, faz de conta, R$ 1.800,00. Aí verifica logo ao lado, na mesma loja, um outro televisor, exatamente do mesmo modelo e mesmo tamanho, por R$ 2.400,00.

Uai, que diabo é isto?

Em princípio pensa que a loja errou, chama um vendedor, para dar o alerta, quando ele confirma que está tudo certo e que os preços são aqueles mesmos.

Explica pra você que o mais barato lhe dá uma garantia de apenas 3 meses e o mais caro lhe dá garantia de 1 ano.

Você continua sem entender nada, não é? Talvez opte pelo mais barato, já que brasileiro adora coisa mais barata.

Sabe o que acontece?

Esses mais baratos, são aparelhos que trouxeram problemas de fábrica, muitas vezes até problemas sérios, e entregues a algum técnico para “dar uma ajeitada”, e colocarem à venda.

Você vai ligar o aparelho, ele estará a funcionar normalmente ali na sua frente e você achará que tudo estará bem.

É até possível que ele funcione bem, durante anos, em sua casa, mas, também, é possível que o problema, que ele tenha trazido, seja alguma coisa grave e não se sabe quais foram as peças que utilizaram para “ajeitá-lo”, deu pra entender?

É aí que está a possibilidade de zebra. Já pensou se ele apresenta um problema no quarto mês de comprado? Não terá mais garantia e você “dança”.

E o televisor Full HD, Alamar? explique bem o que é isto.

Vamos falar nas qualidades de televisão

ForcedCashGifts - TURN $10 INTO $944350 THIS YEAR!

A televisão comum que todos nós conhecemos, que temos em nossas casas, é a TV SD, que tem uma qualidade de, mais ou menos, 480 linhas, que é a mesma coisa que o (640x480). Mas os canais de televisão que chegam em sua casa tem definição menor do que isto, na maioria das vezes, e você só consegue isto, total, quando vê um DVD. É por isto que todo mundo acha bonita a imagem do DVD. Isto a 480 linhas.

Agora vem o HDTV, que é a televisão de alta definição, que todo mundo está falando.

A televisão brasileira está transmitindo o HDTV na sua resolução mais baixa, que é o formato 1080x720, que é chamada HDTV READY, que é o padrão da maioria dos televisores que as lojas mais vendem.

Acontece que existe, também, o HDTV de qualidade maior, no formato 1920x1080, que é muito melhor, que é o chamado FULL HD, cujos televisores também estão a venda nas lojas e são mais caros que os outros, obviamente.

Aí você me pergunta:

- “Mas, Alamar. Se eu comprar um televisor FULL HD e ligar para assistir os canais de HDTV que estão passando na minha cidade, eu vou ver em qualidade FULL HD?”

Não. O televisor, neste caso, é FULL HD mas a programação que está sendo transmitida é em READY. Você verá em qualidade HDTV Ready, que já é bonita, mas não chega a Full HD?

- “Ora, então não vale a pena comprar um FULL HD, pagando mais, se a televisão não transmite em FULL HD”.

Vale, sim. É por isto que estou passando esta orientação.

Assim como o DVD virou peça presente na casa de todo mundo, que antes tinha apenas o vídeo cassete, a tendência, rápida, é do BLU RAY também estar presente em todos os lares.

Quem já viu um DVD BLU RAY rodando, com um televisor FULL HD, sabe o quanto é maravilhoso e vale muitíssimo a pena comprar um FULL HD.

E tem outra coisa que você vai saber agora, que é algo que pouquíssima gente sabe no Brasil:

As transmissões de HDTV que as redes de televisão fazem, no Brasil, é em HDTV READY (1080X720), mas nas transmissões vias satélites elas estão em FULL HD, que é (1920x1080).

Ué, Alamar, mas já existem emissoras em HDTV via satélite? Esta é uma boa notícia. E já existem receptores que a gente pode comprar e instalar em nossas casas?

Para a sua alegria, já existem essas transmissões e já existem, também, receptores de satélites digitais, que recebem sinal em HDTV FULL HD.

Aqui em São Paulo eu estava fazendo uma comparação entre a imagem da Rede TV, HDTV, recebida pelo conversor digital terrestre e a imagem da mesma Rede TV vinda pelo satélite, que é muito melhor.

Mas não é só a Rede TV que está lá não, tem outros canais e vem mais por aí. Inclusive uma das maravilhas que encantam qualquer um é a NHK, televisão japonesa, que é um espetáculo de ver as imagens, tudo em FULL HD. Ainda hoje eu conversava com um comerciante japonês, perto de casa, ele que já vê a NHK em assinatura da sua TV a cabo, que não é FULL.

Quando eu disse a ele que poderia ver a mesma NHK, do seu Japão, via satélite, em FULL HD e de graça, ele ficou doidinho pra ter logo em casa. Vou providenciar pra ele.

Você pode ver a copa em HDTV

Mesmo que a sua cidade não tenha ainda HDTV

Pois é. Depois que o HDTV foi lançado, em São Paulo, em dezembro de 2007 e depois lançada em algumas cidades... algumas, apenas... as pessoas moradoras dessas privilegiadas cidades já poderão assistir a copa, deste ano, desde que já tenham comprado os conversores digitais para os seus televisores.

E as pessoas que moram em cidades que não tem, ainda, HDTV?

Essas poderão assistir via satélite, desde que adquiram um receptor de satélite HDTV, e liguem na mesma antena parabólica, aquela grande que mais de 20 milhões de lares têm, no Brasil, vendo o satélite da Embratel. Quem não tem parabólica e quiser ver, basta comprar uma e mandar instalar em sua casa, que ainda dá tempo. Eu dou as dicas e até posso enviar pelo correio, a quem desejar.

É bom demais.

E a televisão 3D, Alamar? Já tem propagandas na VEJA e outras revistas. Devo comprar, ou não?

Televisão 3D



Vou falar agora sobre esta maravilhosa novidade. De fato, é maravilhosa mesmo. Mas ainda não está bem definido qual o padrão que vai ser adotado pelas emissoras de TV.

Vou explicar isto:

Existem três padrões principais de cinema e televisão 3D: As que adotam os óculos tipo anaglíficos, que são os que uma “lente” é azul e a outra é vermelha; tem as que adotam os óculos polarizados, que é aquele padrão que os cinemas do Brasil estão usando e ainda tem os óculos ativos, que são os mais caros e dizem que mais eficientes.

A Rede TV já está transmitindo parte da sua programação em 3D (diz que vai transmitir toda a sua programação), inclusive via satélite, por este receptor que citei acima. Ela optou pelo óculos polarizados, que é o padrão do cinema. Será que todas adotarão o mesmo sistema?

Por via das dúvidas, acho bom ninguém se apressar a comprar logo um televisor 3D, apesar de ser uma maravilha porque, por ser uma tecnologia recém lançada não apenas em nível de Brasil, mas em todo o mundo, ainda está nesta fase de adaptação. A não ser que você tenha muito dinheiro e não esteja preocupado com isto.

Pronto. Fica aí a dica, então. Se alguém desejar maiores detalhes, me fale.

Agradeço pela atenção.

Com um forte abraço.

<><>
www.clubesdv.com/martatelemensagem

Fonte:
Alamar Régis Carvalho
Analista de Sistemas, Escritor, ator, profissional de televisão.
Criador da idéia do Partido Vergonha na Cara - www.partidovergonhanacara.com
alamar@redevisao.net
www.alamar.biz - www.redevisao.net - www.site707.com

quinta-feira, 20 de maio de 2010

POR QUE NÃO TEMOS MAIS GREVES????

POR QUE NÃO TEMOS MAIS GREVES????
REPASSANDO.. .       





 
Olha aí onde estão os "companheiros" sindicalistas e os seus salários atuais! As greves desapareceram  pois quem tem a chave do cofre (orçamento) distribui dinheiro da  maneira que quer e a compra das  consciências acontece...

No Brasil, uma nova maneira de  governar foi criada.  Em Brasília, há  passe livre para os egressos dos movimentos sindicais, principalmente se forem ligados  ao PT.
Para essas pessoas parece que as portas são mais largas  e os caminhos menos sinuosos.  Criou-se na capital federal a casta dos integrantes da República Sindical  Brasileira. 
 
"Nunca dantes na história deste País" tantos ex-dirigentes sindicais ocuparam   postos chaves no destino da Nação Brasileira.  É sobre essas pessoas, o que faziam e o que estão fazendo agora que nós iremos  falar.
 
Os privilegiados:

Jair  Meneguelli - torneiro mecânico e ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.
Alguém lembra dele? Pois bem, ele sumiu. Fomos procurá-lo. Sabe onde o encontramos? Hoje ele se encontra em  Brasília. É Presidente do Conselho Nacional do Sesi e comanda um orçamento deR$ 34.000.000,00.
Salário atual: R$ 25.000,00. Salário anterior (no tempo de sindicalista) R$ 1.671,61.
 
Heiguiberto Navarro - ex-presidente do Sindicato dos metalúrgicos do ABC.
Encontramos também. Sabe onde? Em Brasília. Sabe o  que ele faz hoje? É assessor do secretário nacional de estudos e políticas da Presidência da República..
Gostaram do nome? Salário atual R$ 6.396,00. É ele quem articula os eventos do Presidente Lula quando ocorrem fora do palácio do planalto. Recordando, ele é ferramenteiro e na época tinha um salário de R$  1.671,61.
 
João Vacari Neto - bancário, ex-presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo. Também o encontramos. Adivinhe onde? Brasília. Certa a  resposta... O que ele faz atualmente? É membro do Conselho Nacional de  Itaipu. Ajuda a decidir sobre a alocação do orçamento de Itaipu, cerca de R$ 4.500.000.000, 00.
Salário R$ 13.000,00. Antes o seu  salário era de R$ 4.909,20. 
  
Paulo  Okamoto - fresador, ex-tesoureiro da CUT.
Está sumido do noticiário,  mas nós o encontramos. Sabe onde? Em Brasília. Certa a resposta. O que ele faz hoje? Presidente do SEBRAE. Salário R$  25.000,00. Comanda um orçamento de R$ 1.800.000.000,00. Salário  anterior, quando era pobre, R$ 1.671,61.
   

Luis  Marinho - pintor de veículos - ex-presidente da CUT. Lembram dele?  
Um doce para quem disser onde fomos encontrá-lo. Certa a resposta. Estou devendo um doce para milhões de pessoas. Bem feito! Estou ferrado!
O que é que ele está fazendo em  Brasília? Virou Ministro da Previdência Social.
Salário R$ 8.363,80.
Comanda um orçamento de R$ 191.000.000.000,00. Anteriormente o seu  salário era de R$  1.620,40.

Wilson Santarosa - operador de transferência e estocagem, presidente do sindicato dos petroleiros de Campinas. Está no Rio de Janeiro. É gerente  de comunicação da Petrobrás e membro do conselho deliberativo da Petros.
Salário atual R$ 39.000,00 comanda um orçamento de R$ 250.000.000, 00. Salário anterior era de R$3.590,90.
 
  João Antonio Felício - professor de Desenho e História da Arte e  ex-presidente da CUT. É outro que está no Rio de Janeiro. É atualmente membro do conselho do BNDES.
Salário R$ 3.600,00 por reunião da qual participa com direito a transporte, hospedagem mais ajuda de custo. É um dos responsáveis pela aprovação do orçamento do  BNDES de R$ 65.000.000.000,00. Tem sob sua responsabilidade opinar sobre sua destinação e acompanhar a execução. Salário anterior R$ 1.590,00.
 
Sergio Rosa - escriturário e ex-presidente da  confederação nacional dos bancários. Também se encontra em Brasília.
É atual presidente do Previ, Fundo de previdência dos funcionários do banco do Brasil.
Salário atual de R$ 15.000,00. Comanda um orçamento de cerca de  R$ 106.000.000.000,00. Salário anterior R$ 4.500,00.
 
José Eduardo Dutra - geólogo, ex-presidente do Sindiminas de Sergipe, hoje Sindipetro. Hoje, graças a Deus se encontra em Brasília onde é presidente da BR distribuidora com um mísero salário de R$ 44.000,00.
 Comandará, entre  2008 a 2012, um orçamento de R$ 2.600.000.000, 00. Salário anterior era de R$ 10.000,00.
 
Wagner Pinheiros – analista de investimentos.  Diretor da Federação dos  Bancários de São Paulo. É outro que faz  parte da Nova República. É  presidente da Petros, fundo de pensão dos  funcionários da Petrobrás.
Salário atual apenas R$ 44.000,00. Comanda um patrimônio de R$  32.400.000.000, 00. Salário anterior: R$ 5.232,29. É bom frisar que o  salário anterior era o salário percebido como dirigente sindical.
 
Como se não  bastasse esses que aqui foram citados, outros estão lá, levados que  foram pela força do voto popular.  Vide casos: Vicentinho,  professor Luizinho, João Paulo Cunha e outros  menos ou mais cotados.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Saiba quais são os serviços bancários que não podem ser cobrados



25082011 120x90__2_


Nestes últimos anos, não bastassem os juros bancários exorbitantes, os bancos descobriram o quanto poderiam faturar com a cobrança dos famosos “serviços bancários”.
É tarifa que não acaba mais, para todo e qualquer tipo de serviço, desde tirar extrato até usar o cartão. E as tarifas e seus valores aumentam mês após mês.
Mas há serviços que não podem ser cobrados, ou seja, estão isentos de tarifação.
Um destes serviços é o da conta-salário, sobre a qual não pode ser cobrada nenhuma tarifa pela sua movimentação normal.

Mas a Resolução 2747/00 do Banco Central do Brasil traz ainda os seguintes serviços que também estão isentos:

1. Fornecimento de cartão magnético ou, alternativamente, a critério do correntista, de um talonário de cheques com, pelo menos, dez folhas, por mês;

2. Substituição do cartão magnético, que não é obrigatória se for por pedido de reposição do próprio correntista nos casos de perda, roubo, danificação e outros motivos que não forem da responsabilidade do banco;

3. Expedição de documentos destinados à liberação de garantias de qualquer natureza, inclusive por parte de administradoras de consórcio (exemplo: documentos para liberação de financiamento de veículo);

4. Devolução de cheques pelo Serviço de Compensação de Cheques e Outros Papéis (SCCOP), exceto por insuficiência de fundos, hipótese em que a cobrança somente poderá recair sobre o emitente do cheque;

5. Manutenção de contas de depósitos de poupança (com exceção daquelas que o saldo seja igual ou inferior a R$ 20,00 (vinte reais) ou que não apresentem registros de depósitos ou saques, pelo período de seis meses),

6. As contas à ordem do poder judiciário, e de depósitos em consignação de pagamento de que trata a Lei nº 8.951, de 13 de dezembro de 1994 (consignação extrajudicial).


Fique atento aos abusos e exija os seus direitos!