e-goi

sábado, 4 de agosto de 2012

PT agora reivindica a paternidade de projetos dos militares



Depois de imitar o PSDB, o PT agora reivindica a paternidade de projetos dos militares

Quem diria – Partido de gazeteiros acostumados a pegar carona exatamente naquilo que no passado recheou suas críticas, o PT se especializou em se apoderar dos feitos alheios. O exemplo demais fácil compreensão, sem contar a base da política econômica, é o Bolsa Família, que surgiu da reunião de alguns programas sociais criados no governo de Fernando Henrique Cardoso. O que não significa que oucho.info concorde com a tese da perpetuação da esmola social, uma vez que esse tipo de ação, em algum momento, contribui para a formação de uma massa de indolentes.

Ciente da incompetência da maioria dos companheiros de legenda, Lula se apoderou do projeto do álcool combustível e passou a circular pelo planeta na condição de xeique verde. Faz-se necessário salientar que o álcool combustível resultou de iniciativas dos militares brasileiros. Secretário de tecnologia Industrial do governo do general Ernesto Geisel, o cientista José Walter Bautista Vidal, Doutor em Física pela Universidade de Stanford, foi o responsável pelo projeto inicial que culminou com o Programa Nacional do Álcool (Pró-Álcool). Mesmo diante de inapagáveis fatos históricos, Lula chamou para si a paternidade do etanol, como se a massa pensante brasileira não conhecesse a verdade.

Mas a sanha petista para apadrinhar realizações, que beira a irresponsabilidade e ultrapassa o bom senso em período de campanhas eleitorais, não para. Nos últimos dias, as emissoras de televisão passaram a veicular informações sobre o Projeto Rondon, com imagens que têm como fundo a logomarca do governo federal. Para quem não sabe, o Projeto Rondon foi criado em julho de 1967, portanto durante a ditadura militar, e tinha como objetivo promover o contato de estudantes universitários voluntários com o interior do País, por meio da realização de atividades assistenciais em comunidades carentes e isoladas.

Extinto em 1989, o Projeto Rondon foi relançado em 2005 a pedido da União Nacional dos Estudantes (UNE). Reconhecer a autoria de projetos de sucesso é o mínimo que pessoas sérias e honestas. E como se sabe, seriedade e honestidade não são as maiores virtudes dos donos do poder.

Link para esta matéria: http://ucho.info/?p=58338

Nenhum comentário: